LED GROW: aprenda sobre iluminação e cultivo indoor de plantas

Se você pesquisar na internet por cultivo indoor no Brasil, o termo LED grow é um dos mais buscados no Google. O termo é tão buscado no Brasil que o próprio buscador já sugere para você complementos de busca, como LED grow light, LED grow full spectrum, LED grow samsung, dentre outros.

Área laboratorial aonde a Master Plants testa as tecnologias LED grow
Área laboratorial aonde a Master Plants testa as tecnologias LED grow

O interessante é que o termo LED grow por si só não significa muita coisa. É uma expressão que se popularizou no Brasil por conta da derivação do inglês: grow significa “crescer”, que, neste contexto, tem significado semelhante ao verbo “cultivar”. Ou seja, quando estamos falando LED grow, numa tradução simples, é como se estivéssemos falando “LED para cultivar”, representando portanto um equipamento (normalmente um painel) feito com um tipo de iluminação LED e pensado especialmente para o cultivo indoor de vegetais.

No Brasil, por exemplo, o LED grow (neste artigo vamos sempre usar esta expressão no sentido de “LED para cultivar”, como já explicamos, por conta do internetês 😊) éusado em cultivos mais complexos ou mais suscetíveis à ação do meio ambiente, como: tomates, morangos, leguminosas, suculentas, folhagens, ervas e flores em geral.

Quantum Board Master Plants com CHIP Samsung LM301H – um exemplo de LED grow

Na hora de comprar a iluminação LED grow, é preciso comparar não só os preços dos painéis, mas principalmente tipos, tamanhos, consumo real, potência da lâmpada, quem é o fabricante, a marca dos componentes, a existência de garantia e assistência técnica e muitos outros fatores. Em resumo, é necessário compreender a tecnologia para saber qual o melhor LED grow.

Em um painel LED grow, existem muitas especificações e variações e isso inclusive te permite começar a entender o motivo dos termos conexos sugeridos pelo Google ao se buscar LED grow, como light, full spectrum, cob, 1000W, 28W, 100W, 300W, 600W dentre outros.

Assim sendo, comece a aprender agora com este conteúdo especial sobre LED grow!

LED grow: primeiro de tudo, o que é LED?

Para começar, a primeira explicação que achamos legal colocar aqui é o que é LED.

De forma rápida, LED pode ser conceituado como um componente eletrônico semicondutor. A sigla LED, inclusive, significa “Light Emitter Diode”, ou “Diodo Emissor de Luz”. Você pode não saber muito bem o que é isso, mas saiba que no computador que você utiliza existe esta mesma tecnologia: diodos que conduzem energia elétrica.

O LED tem a incrível capacidade de transformar energia elétrica em LUZ. Bom, até aí você pode dizer, e com razão: “Uai, mas toda lâmpada faz isso!”. Acontece que o LED faz isso sem precisar utilizar filamentos metálicos, radiação ultravioleta, descarga de gases ou outras formas utilizadas pelas lâmpadas convencionais. No LED, esta transformação de energia elétrica em luz acontece na matéria (é o que se chama de “Solid State” ou “Estado Sólido”).

LED e cultivo indoor de plantas: o que um tem a ver com o outro?

O LED foi inventado em 1963 pelo engenheiro elétrico Nick Holonyak e a partir de então passou por diversos incrementos, mas de fato é até hoje considerado uma revolução em múltiplas áreas da vida humana, desde a iluminação residencial, urbana e comercial, para o setor automotivo (a lâmpada do farol do seu carro é um LED) e até no cultivo de plantas (só para você ter uma ideia, a NASA utiliza LED para cultivar plantas no espaço).

Neste sentido, o uso de LED para cultivo, ou LED grow, foi uma consequência natural por conta das inúmeras vantagens desta tecnologia para o desenvolvimento das plantas.

Nick Holonyak, inventor do LED, em foto datada de 2015
Nick Holonyak, inventor do LED, em foto datada de 2015

LED GROW: conheça o principal componente de um Painel LED, o CHIP

Um Painel LED grow depende de vários componentes para funcionar. No entanto, um deles pode ser considerado o coração do Painel LED: É o CHIP semicondutor, que tem dimensões muito pequenas (milímetros) e é responsável pela geração da luz no painel LED grow.

É por isso, inclusive, que o termo Samsung aparece tantas vezes em buscas relacionadas a LED grow, já que a Samsung é atualmente a fabricante do CHIP mais eficiente do mundo para cultivo indoor: o CHIP LM301H, criado pela marca especificamente para finalidade de horticultura.

CHIP LM301H, da Samsung: o "estado da arte" em LED grow
CHIP LM301H, da Samsung: o “estado da arte” em LED grow

Se você procura um painel LED grow nos padrões mais profissionais do mundo, então com certeza a primeiríssima coisa que você deve perguntar ao seu fornecedor é: ele vem com CHIP Samsung LM301H?

CHIP Samsung LM301H: é ele o CHIP principal de toda Quantum Board da Linha PRO da Master Plants
CHIP Samsung LM301H: é ele o CHIP principal de toda Quantum Board da Linha PRO da Master Plants

LED grow e o fotoperíodo das plantas: por que a iluminação é tão importante no cultivo indoor?

Sem luz a planta não faz fotossíntese. E sem fotossíntese a planta não produz a energia necessária para se desenvolver. É daí que começa o problema e ao mesmo tempo a solução que explica o tamanho da importância das tecnologias de iluminação LED grow para o cultivo indoor.

No cultivo indoor, por óbvio, o jardineiro não terá a luz do sol para a fotossíntese das plantas. Por isso, a tecnologia LED grow vem ano a ano evoluindo para conseguir criar CHIPs que consigam chegar o mais próximo possível das características da luz solar em ambientes controlados.

Continuando nossa visão sobre LED grow, agora que você já tem uma noção sobre o que é um painel de LED e o seu principal componente, o CHIP semicondutor, é preciso entender o básico sobre floração e fotoperíodo. Afinal, como a gente acabou de falar, toda a tecnologia e as pesquisas necessárias para o desenvolvimento da iluminação LED para o cultivo indoor de plantas surgem exatamente desta área do conhecimento, já que o objetivo do painel LED grow é ser o mais eficiente possível em termos do fornecimento de luz para plantas.

Assim como o dia se alterna com a noite a céu aberto, o jardineiro, no cultivo indoor, terá a missão de simular a luz e a escuridão, pois ambas exercem funções fundamentais para o desenvolvimento da planta. É isso que chamamos de fotoperíodo: a relação da planta com o tempo de exposição à luz e à escuridão.

Uma das áreas de medição das tecnologias Master Plants
Uma das áreas de medição das tecnologias Master Plants

A depender da necessidade da planta em seu período vegetativo, é preciso, por exemplo, cerca de dezoito horas por dia de luz e seis de escuridão. Em alguns casos, essas horas precisam ser ininterruptas e sem perda de intensidade. Ou seja, pegou a visão do tanto de precisão que a tecnologia da iluminação LED grow precisa garantir para a eficiência máxima desejada no cultivo indoor?

Em síntese, manter a iluminação controlada através de um painel LED grow de qualidade é garantia de sucesso nesse processo, já que você precisará alternar ciclos de luz e escuridão com precisão absoluta do tempo, espectro de cor e intensidade da luz, de acordo com os seus objetivos e o estágio da planta.

Iluminação indoor e as vantagens do LED grow

Dentro do contexto exposto acima, a tecnologia de iluminação LED grow garante resultados muito acima da média em aspectos da planta como cheiro, sabor, vigor, rendimento e até na produção de resinas e óleos vegetais.

São inúmeras as vantagens do LED grow que garantem estes resultados nas suas plantinhas. Confira abaixo algumas das principais delas:

LED Grow: Vida útil

A vida útil do LED chega a incríveis 50.000 horas de uso, com mínima perda de eficiência (suas plantas agradecem), sendo incomparável com lâmpadas convencionais e diminuindo bastante os custos de manutenção do jardineiro.

LED Grow: Custo de manutenção

Como já adiantamos no item anterior, o custo com a manutenção de um bom painel LED grow é baixo, não só pela longa vida útil do LED, mas também pelo item que explicaremos a seguir.

LED Grow: Resistência e robustez

Por não depender de filamentos, vidros, troca de gases ou outra metodologia (o LED transforma energia elétrica em luz por radiação de estado sólido, como explicamos acima), ele é mais robusto e resistente a impactos e vibrações, em comparação com uma lâmpada convencional.

LED Grow: Eficiência

Podemos afirmar com segurança que nenhuma tecnologia de luz hoje se compara, em termos de eficiência para cultivo, com a tecnologia LED. De acordo com as características do seu jardim, talvez você precisará de um painel COB LED ou um painel LED SMD. No entanto, o LED é a melhor tecnologia em termos do tipo de luz emitida pelo equipamento. Aqui, é uma obrigação fazer a ressalva de que o LED depende do CHIP, como já falamos.

Como a Master Plants só trabalha com CHIP de marcas originais, nossa afirmação de eficiência é baseada nesta premissa. No entanto, se o CHIP do painel LED Grow for genérico e de má qualidade, aí a situação poderá ser diferente em relação à eficiência.

LED Grow: Controle da cor da luz

O LED emite comprimento de onda monocromático, o que significa precisão absoluta da cor. Ele ainda permite ajuste fino da temperatura da luz e do espectro de cores, abrangendo mais faixas úteis para fotossíntese das plantas (full spectrum).

LED Grow: Acionamento e controle de intensidade

Acionar um painel LED Grow é tão simples quanto plugar na tomada e apertar o botão. E, além disso, com a tecnologia adequada, é possível dimerizar a intensidade de 0 a 100% (por exemplo: as Quantum Board da Master Plants a partir do modelo 65W vem com dimmer que permite controle de 0 a 100% da intensidade da luz), o que é perfeito em se tratando de algo tão sensível quanto iluminação para cultivo.

LED Grow: Sustentabilidade

A tecnologia LED não utiliza gases, mercúrio ou qualquer elemento que seja prejudicial à natureza durante o seu funcionamento.

LED Grow: Economia de energia e menos barulho

Para pessoas que moram em apartamento ou locais que precisam reduzir qualquer tipo de ruído em sistemas de cultivo indoor, a tecnologia LED grow também é uma escolha muito mais silenciosa, pois dispensa o uso exagerado de ventiladores especificamente para a iluminação ou mesmo ar condicionado.

Isso também ajuda ainda mais na economia, já que seu set up utilizará menos energia elétrica do que em alternativas que necessitam de uso externo de resfriamento (ventiladores e/ou ar condicionado).

Outras dicas sobre como usar LED Grow no cultivo indoor

Antes de escolher qual modelo de painel LED Grow comprar, é fundamental garantir que o local do cultivo seja adequado. Afinal, não adianta comparar preços e comprar uma marca de qualidade se o ambiente do cultivo não ajuda a potencializar o rendimento do LED Grow.

Só para dar um exemplo, para saber qual é a melhor opção de LED Grow é importante você saber bem as diferenças da tecnologia COB LED e da tecnologia LED SMD (a famosa Quantum Board é um exemplo de tecnologia LED SMD). O tema Quantum Board é tão relevante para LED Grow que nós temos um artigo só sobre ela, por isso convidamos você a visitá-lo.

Aqui neste artigo, vamos falar de outras variáveis que também são importantes e que não exigem um novo textão enorme para te explicar.

Led Grow e as paredes do ambiente

Para garantir o máximo de rendimento no cultivo indoor, é necessário observar o tipo de revestimento das paredes onde está o LED Grow. Paredes escuras são inadequadas porque absorvem luz, diminuindo o seu direcionamento para as plantas.

A melhor solução para isso é manter o LED Grow onde as paredes sejam brancas. Caso ainda não sejam, recomenda-se pintar as paredes de branco. Além disso, o ideal é que o teto e o chão também sejam brancos ou tenham revestimentos bem claros.

Mylar: uma alternativa de revestimento para cultivo indoor com LED grow

Mylar: 100% de reflexividade
Mylar: 100% de reflexividade

Outra possibilidade para garantir um ambiente adequado para o uso de LED Grow é o revestimento com mylar. Este material é ideal para revestir paredes, guarda roupas, e estufas fabricadas.

Ele tem 100% de reflexividade, então com esta ajuda é possível aproveitar ao máximo a luz do seu painel LED Grow.

Papel alumínio para revestimento funciona no LED Grow?

Muitos cultivadores optam pelo papel alumínio para revestir o ambiente de cultivo com painel LED Grow. No entanto, este tipo de material não deve ser usado nunca para auxiliar a reflexão da luz no cultivo indoor. A alumínio é ótimo para ser o material do heat sink (se ficou curioso para saber o que é isso, convidamos novamente você para ler o artigo sobre Quantum Board: o heat sink é um dos componentes importantíssimos da Quantum Board), mas jamais para servir de refletor de luz.

O motivo é simples: o alumínio abafa o ambiente, e portanto esta não é uma alternativa viável para a saúde das plantas por conta do acúmulo indesejado de calor.

LED Grow e o tamanho da área de cultivo

Como já foi citado anteriormente, o cultivo indoor garante resultados em alto nível de qualidade. O cuidado em cada etapa do processo, principalmente com a iluminação LED Grow, impactará em aspectos como:

  • Cheiro;
  • Sabor;
  • Espessura e vigor da planta;
  • Tempo para colheita;
  • Rendimento da coleita e muitos outros.

Por isso, outro fator fundamental para você poder escolher a melhor lâmpada ou painel LED Grow é o tamanho do espaço onde será feito o cultivo indoor: é o que nós, jardineiros chamamos de área de cultivo.

Ao comparar preços, é fundamental avaliar a relação do custo/benefício dos sistemas de iluminação em relação a emissão de luz útil para a fotossíntese das plantas na área de cultivo (cuidado com medidas em lúmens, pois o lúmen mede apenas as faixas de luz percebidas pelo olho humano e as plantas tem muito mais sensibilidade do que o lúmen é capaz de medir).

Por isso, fica a dica: exija do seu fornecedor o gráfico PPFD do equipamento. O PPFD (“Photosynthetic Photon Flux Density” ou “Densidade do Fluxo de Fótons Fotossintéticos”) é uma medida ligada a área de cultivo, indicando a densidade de fluxo de fótons ativos para fotossíntese que efetivamente chega até as plantas. O PPFD está condicionado a altura da fonte de luz (o painel LED Grow, no caso) e geralmente é expresso num diagrama de área.

Exemplo de gráfico PPFD: a Master Plants disponibiliza essas medições aos seus consumidores
Exemplo de gráfico PPFD: a Master Plants disponibiliza essas medições aos seus consumidores

Master Plants: A importadora dos painéis LED Grow mais avançados para o cultivo indoor.

Ao buscar uma estrutura de qualidade para o cultivo indoor, o jardineiro precisa analisar alguns fatores decisivos sobre a marca fornecedora. É fundamental, por exemplo, optar por uma marca que invista em tecnologia e ofereça diversidade de painéis LED Grow com componentes originais das maiores fabricantes do mundo, como Samsung, Mean Well, Osram, LG, entre outros, com garantia e assistência técnica no país todo.

No Brasil, a Master Plants posiciona-se como a importadora dos painéis LED Grow mais avançados para cultivo indoor, com linhas especiais de Quantum Boards (Linha PRO e Linha PRO-MID) e COB LED (Linha STANDARD). Para aqueles jardineiros que buscam refinamento máximo ou complementação de luz (tanto para foto período quanto para rendimento), a Master Plants trabalha ainda como sua Linha Complementar de iluminação para cultivo.

Atualmente, a Master Plants disponibiliza também uma equipe de atendimento altamente treinada para tirar todas as dúvidas e passar conhecimento aos jardineiros e jardineiros do país.


Dúvidas sobre cultivo indoor e LED Grow?

Fale com os especialistas da Master Plants através dos nossos contatos. Estamos preparados para passar orientações sobre qual o melhor painel LED gow para seu tipo de cultivo.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn